Clínica de Oncologia e Hematologia - Niterói

Dias úteis : 8h as 19:30h
  Telefones : (21) 2711-3238 | (21) 2714-5593 | Fax: (21) 2710-7519

Doação de Medula Óssea

A falta de informação e a incerteza sobre o transplante são os maiores obstáculos para a vida de quem está lutando contra a leucemia, por exemplo. Poucas pessoas conhecem com clareza como funciona o procedimento de doação de medula óssea. Não imaginam que uma ação rápida pode ajudar a salvar vidas e que os primeiros passos para ser um doador são simples, fáceis e indolores.

A medula óssea, encontrada no interior dos ossos, contém as células-tronco hematopoéticas que são responsáveis por produzirem os componentes do sangue, entre eles as hemácias ou glóbulos vermelhos, os leucócitos ou glóbulos brancos que são parte do sistema de defesa do nosso organismo, e as plaquetas, que se encarregam da coagulação.

Sendo assim, o transplante de medula é indicado em casos de doenças do sangue como a anemia aplástica grave, outras anemias adquiridas ou congênitas, e na maioria dos tipos de leucemias (câncer de sangue), como a mieloide aguda, mieloide crônica e a linfoide aguda.

O que você precisa saber para ser doador de medula óssea?

1ª Passo: Visão geral

• Ter entre 18 e 55 anos de idade

• Estar em bom estado de saúde

• Não ter doença infecciosa transmissível pelo sangue (como infecção pelo HIV ou hepatite)

• Não apresentar história de doença neoplásica (câncer), hematológica ou autoimune (como lúpus eritematoso sistêmico e artrite reumatoide).

2ª Passo Buscar um hemocentro

Procure um hemocentro mais próximo de sua residência e com foto em mãos, diga que quer ser doador de medula óssea. Lá você irá preencher uma ficha com informações pessoais e assinar um termo de consentimento livre e esclarecido, em seguida será coletado 5 ml de sangue para seu mapeamento genético. Após esse mapeamento as informações levantadas são enviadas para o Registro de Doadores Voluntários de Medula Óssea – Redome, onde serão cruzadas com informações de pacientes que necessitam de transplante.

Caso você seja compatível com algum paciente, basta confirmar sua condição de doador. Vale lembrar, que alguns testes serão feitos para confirmar sua compatibilidade e verificar seu estado de saúde.

3ª Passo A doação

Serão coletadas células-tronco, hematopoéticas, tal procedimento é realizado em centros de transplantes ou hemocentros públicos ou privados de todo o país autorizado pelo Ministério da Saúde. A doação pode ser feita através de dois métodos: por punção no osso da bacia ou através da coleta de sangue por aférese.