Clínica de Oncologia e Hematologia - Niterói

Dias úteis : 8h as 19:30h
  Telefones : (21) 2711-3238 | (21) 2714-5593 | Fax: (21) 2710-7519

Pele Melanoma

O câncer de pele é caracterizado pelo crescimento descontrolado de células anormais da pele, causado por mutações ou defeitos genéticos no DNA, na maioria dos casos decorrente da radiação ultravioleta.

O melanoma cutâneo é um tipo de câncer de pele que tem origem nos melanócitos (células produtoras de melanina, substância que determina a cor da pele) e tem predominância em adultos brancos. Embora o câncer de pele seja o mais frequente no Brasil, o melanoma representa apenas 3% das neoplasias malignas do órgão, apesar de ser o mais grave devido à sua alta possibilidade de metástase.

O diagnóstico precoce do câncer de pele melanoma possibilita sua cura. Ele pode ser realizado pelo paciente a partir da identificação de lesões suspeitas e por profissionais de saúde que, diante de lesões de pele com características malignas, o encaminharão para serviços de referência para confirmação diagnóstica, por meio de biópsia. O melanoma pode começar como uma espécie de pinta ou mancha sobre a pele (um pequeno tumor cutâneo pigmentado ou colorido), mais frequente nas partes do corpo que ficam expostas ao sol. Geralmente os tumores são de cor marrom ou preta, mas alguns melanomas não são pigmentados e essa “pinta” pode aparecer nas cores rosa, bege ou branca.

Nos últimos anos, houve uma grande melhora na sobrevida dos pacientes com melanoma, principalmente devido à detecção precoce do tumor e ao avanço nos tratamentos que tornaram-se menos severos aos indivíduos e mais eficientes na destruição do tumores.

Procure sempre uma avaliação pessoal com um médico

 

Fonte:
American Cancer Society.

Instituto Oncoguia.

NIH-National Cancer Institute

INCA